Santo Augusto Urgente! Anuncie onde seu cliente também vê!   I    Subiu para 35 o número de pacientes com Covid-19 que morreram em Santa Catarina enquanto aguardavam por leitos especializados para a doença, seja em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) ou enfermaria. As mortes ocorreram de fevereiro até esta terça-feira (2), segundo assessoria de hospitais e de prefeituras de cidades do Oeste e o Conselho Regional de Enfermagem (Coren-SC). Até a publicação desta reportagem, às 19h14, o G1 havia confirmado a morte de 28 pacientes no estado esperando por um leito. Porém, às 20h o Hospital Regional São Paulo, em Xanxerê, confirmou mais sete vítimas, sem detalhar o dia de fevereiro em que ocorreram as mortes. O número total de vítimas foi atualizada às 20h30. Os hospitais destacaram que, mesmo quando não há vaga em UTI, as pessoas que chegam às unidades hospitalares recebem atendimento, mesmo em outras alas. A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou nesta terça que deve transferir pacientes para o Espírito Santo. Segundo a pasta, os pacientes devem ser transportados individualmente, em dois voos diários, para uma unidade de saúde na região metropolitana de Vitória onde foram disponibilizados 16 leitos. Esta é a primeira vez, desde o início da pandemia, que Santa Catarina transfere pacientes com Covid-19 para outros estados. A maioria dessas mortes de pacientes à espera de leitos para Covid ocorreu na região Oeste. Em Chapecó, 12 pessoas morreram em Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), onde aguardavam transferência para hospitais, segundo a prefeitura. Em Xanxerê, foram 15 mortes no Hospital Regional São Paulo. As três vítimas mais recentes foram uma mulher de 39 anos sem comorbidades; um idoso de 61 anos; e uma mulher de 61 anos que estava internada desde 22 de fevereiro. Todos estavam na emergência aguardando um leito de UTI. Houve seis mortes de pacientes que aguardavam transferência no Hospital Regional Terezinha Gaio Basso, em São Miguel do Oeste. A unidade informou que as pessoas que não conseguiram vagas eram tratadas no pronto-socorro e entubadas, se necessário. A morte mais recente ocorreu nesta terça, de um idoso de 72 anos. Em Maravilha, uma mulher de 61 anos que aguardava por um leito de UTI no Hospital São José morreu na madrugada desta terça. Ela morava na cidade vizi...   I    Morador de Três de Maio vai para a UTI com Covid-19 um dia após reclamar de atendimento   I    Morre jovem que havia sido vítima de acidente de moto no centro de Três Passos   I    Padre que assaltou comércio alega momento de loucura e celebrou missa de velório em Passo Fundo horas antes   I    Jovem de 28 anos morre de Covid-19 em Fontoura Xavier um dia após seu avô também falecer pela doença
19 de julho de 2020

Mulher é presa por torturar crianças com chave de fenda, martelo e um cabo de vassoura

A Polícia Civil anunciou, na manhã deste sábado, a prisão de uma babá, de 49 anos, que está sendo acusada de torturar duas crianças, um menino de oito anos e uma menina de dez anos, na cidade de Pinheiro Machado. Ela foi detida nesta madrugada. A delegada Carolina Funchal Terres explicou que a prisão preventiva havia sido decretada pelo Poder Judiciário. “A investigação começou na quarta-feira quando o menino deu entrada muito machucado no posto de saúde”, explicou a titular da 2ª DP de Bagé, que também atende a DP de Pinheiro Machado. Ela relatou que a família da vítima estava há muitos anos com a acusada, que será indiciada por tortura na forma castigo. Já a mãe das vítimas responderá na forma omissão.

Houve a apreensão de uma chave de fenda, um cabo de vassoura e de um martelo usados nas agressões e até violência sexual com os objetos contra as duas crianças que estavam sob sua responsabilidade.

As investigações apontaram que a babá empregou o cabo de vassoura para introduzir nas vítimas, inclusive na garganta. Já a chave de fenda e o martelo serviram para quebrar os dedos das mãos e a perna de uma das crianças.

As crianças torturadas apresentavam diversas lesões, sendo que entre mais graves estavam as queimaduras nas orelhas, mordidas pelo corpo, cortes de faca na região da virilha. Uma das vítimas ainda estava em estado avançado de desnutrição.

A ação mobilizou a DP de Pinheiro Machado, com apoio da 2ª DP de Bagé e Brigada Militar de Pinheiro Machado. A mulher foi conduzida ao Presídio Regional de Bagé.

Fonte: Correio do Povo

Notícias Relacionadas

  • Idosa de Inhacorá vai a óbito enqua...

    3 de março de 2021
  • Subiu para 35 o número de pacientes...

    3 de março de 2021
  • Padre que assaltou comércio alega m...

    3 de março de 2021
  • Jovem de 28 anos morre de Covid-19 ...

    2 de março de 2021

PUBLICIDADES



NOTÍCIAS NO SEU E-MAIL

Cadastre-se para receber.

    Entre em contato conosco



      (55) 9 84034561 / (55) 9 96195305 Santo Augusto/RS / CEP: 98590-00
      Copyright 2017 ® Santo Augusto Urgente - Todos os direitos reservados