Santo Augusto Urgente! Anuncie onde seu cliente também vê!   I    Polícia prende suspeito por prostituição infantil em bar de Lajeado   I    Jovem furta motosserra para trocar por drogas e é preso em Ijuí   I    Apenada é encontrada morta na penitenciária modulada de Ijuí   I    Homem é preso escondido em lixeira após perseguição em Porto Alegre   I    IJUÍ: Suspeito é investigado por adotar gatos em redes sociais e depois estrangular até a morte
30 de outubro de 2018

Filho de comerciante espancado vai atrás do agressor e acaba morto

O filho de um comerciante do Vale do Sinos foi morto por um homem que havia espancado seu pai poucos minutos antes no mercado da família. O caso ocorreu na tarde deste domingo em Lindolfo Collor, no Vale do Sinos.
Segundo a delegada Michele Mendes Arigony, titular da Delegacia de Ivoti, Daniel Conceição, de 28 anos, foi atrás dos agressores de seu pai, que haviam furtado um pacote de salgadinhos e espancado o comerciante. Segundo testemunhas, ele sequer falou com o atirador antes de ser alvejado.

— Ele chegou à casa do suposto agressor e pediu à outra pessoa que chamasse o homem. Mas antes mesmo de dizer qualquer coisa, foi atingido e morreu — afirmou a delegada.

Publicidade
Você pode fechar este vídeo em 5 s
O tiro atingiu o braço e o coração da vítima. O autor do crime fugiu em uma moto, segundo testemunhas.

Devido à motivação, o suspeito deve ser indiciado por homicídio doloso qualificado por motivo fútil. A polícia faz buscas na região e ninguém foi preso até o momento.

A delegada não quis identificar o pai da vítima para protegê-lo de represálias.

Buscaria a filha
O tiro que matou Daniel, no bairro Capivarinha, em Lindolfo Collor, foi ouvido pela companheira dele, Viviane Becker Machado, 26 anos. Mas, em um primeiro momento, ela não imaginou que fosse ele a vítima.

— Aconteceu na tardinha. Ele saiu de casa dizendo que buscaria a nossa filha na casa do meu pai e que já voltaria. Mal ele fez a volta com a moto e já começaram os tiros — lembrou.

Daniel, de acordo com ela, nada disse sobre o furto e as agressões sofridas cerca de 15 minutos antes pelo seu padrasto, no mercado da família. Depois do homicídio, ela ficou sabendo que o irmão dele o havia avisado via WhatsApp.

— A gente nunca imaginou que aconteceria isso aqui, uma cidade pequeno, de interior, não tem como esperar uma coisa dessas.

Daniel e Viviane viviam juntos havia 10 anos e a filha deles tem nove anos de idade.

Fonte: GauchaZH
Santo Augusto Urgente

Notícias Relacionadas

  • IJUÍ: Suspeito é investigado por ad...

    21 de outubro de 2021
  • Desarticulada quadrilha que furtava...

    18 de outubro de 2021
  • Caminhão cai em rio no interior de ...

    17 de outubro de 2021
  • Polícia Civil prende preventivament...

    17 de outubro de 2021

NOTÍCIAS

PUBLICIDADES

PUBLICIDADES



NOTÍCIAS NO SEU E-MAIL

Cadastre-se para receber.

    Entre em contato conosco



      (55) 9 84034561 / (55) 9 96195305 Santo Augusto/RS / CEP: 98590-00
      Copyright 2017 ® Santo Augusto Urgente - Todos os direitos reservados