Santo Augusto Urgente! Anuncie onde seu cliente também vê!   I    Diretora é investigada por morder aluno de 4 anos em Tenente Portela   I    Incêndio em centro de tratamento deixa 11 mortos em Carazinho   I    PRF prende traficante com mais de 1 tonelada de maconha escondida em caminhão frigorífico   I    Preso por estupro de enteada, homem é indiciado pelo mesmo crime contra irmão da vítima   I    Rodovias estaduais do RS têm 4,5 mil ocorrências de excesso de velocidade neste sábado
21 de março de 2018

Corpo de menina desaparecida em Caxias do Sul é encontrado

Após 12 dias de angústia, o desaparecimento de Naiara Soares Gomes, de apenas sete anos de idade, teve um desfecho triste, nesta quarta-feira (21), em Caxias do Sul. A Polícia Civil encontrou o corpo da criança às margens da Represa do Faxinal, no distrito de Ana Rech, no município da Serra. A menina estava desaparecida desde a manhã de 9 de março, quando seguia para a Escola Municipal Renato João Cesa, onde estudava.

Os investigadores chegaram ao local após depoimento de suspeito de envolvimento no sumiço de Naiara, que teve prisão temporária (30 dias) decretada. Na casa do investigado, a polícia encontrou um saco preto com roupas de criança. O homem, que é morador de Caxias, confirmou em depoimento extraoficial à polícia que sequestrou e estuprou a menina, indicando o local onde a teria deixado.

No entorno da represa, pouco antes de acharem o corpo de Naiara, os policiais encontraram a mochila e um sapato da criança. A polícia informou que a umidade da área atrasou a decomposição. Cães farejadores da Brigada Militar (BM) ajudaram na ação. Os investigadores vão aguardar o laudo da perícia para falar sobre a causa da morte.
A polícia não está divulgando o nome do detido. Além da BM, participaram da ação desta quarta-feira (21) agentes da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Caxias e do Departamento Estadual da Criança e do Adolescente (Deca), com sede de Porto Alegre, além de policiais de outras delegacias de Caxias.

Carro suspeito

As câmeras de segurança instaladas em estabelecimentos comerciais localizados no trajeto que Naiara percorreu no dia do sequestro registraram um carro branco na região do crime. Imagens mostravam o veículo manobrando de forma suspeita na esquina da Rua Júlio Calegari, no bairro Esplanada. Foi nessa rua que a última câmera registrou Naiara.

Por meio dessas imagens, a polícia conseguiu identificar que tratava-se de um Palio branco. Segundo o delegado regional de Caxias do Sul, Paulo da Rosa, foi possível verificar a placa desse veículo e, com isso, a polícia chegou ao suspeito. Com base na apuração, a polícia cumpriu mandados de busca e apreensão na casa do indivíduo.  O veículo foi apreendido.

O delegado regional informou que mandado de prisão temporária expedido contra o suspeito nesta quarta-feira é originado por outro caso de estupro, cometido ainda no ano passado.

Crime anterior teria acontecido em outubro

O suspeito seria também o responsável pelo estupro de uma menina de nove anos, em 2017.  Nesse crime, cometido em outubro, a criança estava sozinha e foi abordada a poucos metros do colégio, por volta das 13h.

Naquela ocasião, o criminoso estava de carro e parou ao lado da vítima. Ele a atraiu alegando que tinha um presente para entregar. A criança, que não conhecia o agressor, aceitou entrar no veículo. Dali, foi levada até a casa do criminoso, onde sofreu o abuso. Ela só foi liberada duas horas depois numa localidade da zona sul da cidade.

O delegado Paulo da Rosa fez relação entre os dois casos, destacando que as vítimas tinham perfil semelhante e as circunstâncias do rapto também. Naiara e a menina violentada no ano passado iam para a escola quando foram pegas pelo suspeito. A identidade dele ainda não foi divulgada, mas sabe-se que tem cerca de 30 anos.

— Naquela ocasião, foi feito um retrato falado deste elemento, mas houve dificuldade de localização de câmeras na investigação passada. Desta vez, localizamos uma placa e chegamos ao proprietário. As características deste homem  (é estrábico) também batem — detalha o delegado.

Agora, a Polícia Civil aguarda os laudos da perícia. Após esse trâmite, o órgão informou que deve solicitar dois pedidos de prisão preventiva contra o suspeito, baseado nos dois crimes.

Fonte: GaúchaZh
Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS
Santo Augusto Urgente

Notícias Relacionadas

  • Cetrat: Liberada lista de mortos no...

    24 de junho de 2022
  • Diretora é investigada por morder a...

    24 de junho de 2022
  • Incêndio em centro de tratamento de...

    24 de junho de 2022
  • PRF prende traficante com mais de 1...

    21 de junho de 2022

NOTÍCIAS

PUBLICIDADES

PUBLICIDADES



NOTÍCIAS NO SEU E-MAIL

Cadastre-se para receber.

    Entre em contato conosco



      (55) 9 84034561 / (55) 9 96195305 Santo Augusto/RS / CEP: 98590-00
      Copyright 2017 ® Santo Augusto Urgente - Todos os direitos reservados