Santo Augusto Urgente! Anuncie onde seu cliente também vê!   I    Pai e filho são baleados em frente a um bar de Pejuçara   I    Delegado Dr. Gustavo Fleury alerta sobre nova modalidade de golpe do PIX que acumula vítimas na Região   I    Acidente envolvendo colheitadeira em Coronel Bicaco   I    Agricultor sofre descarga elétrica enquanto colhia soja em Bozano   I    Preso em Teutônia suspeito pela morte de menina de 13 anos em Bom Princípio, diz polícia
15 de janeiro de 2020

Cobra Jararaca aparece em residência em Coronel Bicaco

Uma cobra do tipo Jararaca Pintada, apareceu nessa tarde de terça-feira, 14, em uma residência em Coronel Bicaco.

Já é o terceiro caso de aparecimento de serpente desde o começo de Janeiro em na cidade, sendo que em um dos casos um homem acabou levando uma picada e precisou receber atendimento no hospital.

Devido a destruição do seu habitat natural, (as matas), nessa época de calor, é comum o aparecimento desses animais. Por isso, deve se redobrar os cuidados, principalmente com crianças e animais domésticos. E em caso de picada, procurar imediatamente atendimento hospitalar, se possível levando o animal para facilitar a equipe médica descobrir qual soro antiofídico deve usar.

Biólogos recomendam não matar as cobras, pois ao matá-las também eliminamos um predador importante dos ratos, considerados uma praga nociva. Dependendo da cobra, ela pode comer até 15 ratos em uma semana.

Além disso, matar uma cobra é crime ambiental, já que elas são animais silvestres. Quem encontrar uma cobra deve tentar capturá-la e devolver à natureza ou chamar o Corpo de Bombeiros pelo 193.

A Jararaca é uma das espécies peçonhentas do Brasil. Seu veneno tem ação proteolítica. Todas as serpentes do grupo Bothrops, quando injetam o veneno, produzem sintomas semelhantes: no local da picada, sempre há dor, com aumento progressivo; a região afetada começa a inchar gradativamente e surgem manchas róseas (avermelhadas) ou cianóticas (azuladas ou arroxeadas); a seguir, surgem bolhas, que podem conter sangue no interior. Quando as reações locais se tornam mais intensas, aparece febre e podem ocorrer infecções secundárias. Nas ocorrências graves, é possível surgir vômitos, sudorese e desmaio. Nos casos benignos, o sangue coagula; já nos casos graves, torna-se incoagulável de 30 a 60 minutos depois da picada. Em situações mais severas, há perigo da queda da pressão sanguínea, com possibilidade de colapso periférico. Em situações extremas, quando não há atendimento médico, pode levar a morte.

 

Fonte: RD Foco

Notícias Relacionadas

  • Casados há 52 anos, idosos de SC mo...

    11 de abril de 2021
  • Preso em Teutônia suspeito pela mor...

    10 de abril de 2021
  • Incêndio destrói casa e pertences d...

    9 de abril de 2021
  • VÍDEO: Incêndio destrói colheitadei...

    8 de abril de 2021

PUBLICIDADES



NOTÍCIAS NO SEU E-MAIL

Cadastre-se para receber.

    Entre em contato conosco



      (55) 9 84034561 / (55) 9 96195305 Santo Augusto/RS / CEP: 98590-00
      Copyright 2017 ® Santo Augusto Urgente - Todos os direitos reservados