Santo Augusto Urgente! Anuncie onde seu cliente também vê!   I    7° BPM segue apoiando os órgãos municipais no controle de aglomerações   I    Armas e munições são apreendidas em Braga durante ocorrência de violência doméstica   I    Homem atingido por tiro de fuzil pela BM passa por cirurgia na manhã deste sábado em Ijuí   I    Governo do RS estipula multa que pode chegar até R$ 4 mil para quem não utilizar máscara   I    “Diabona” volta a ser presa pela Brigada Militar em Ijuí
28 de maio de 2020

Bebê de 10 meses é morto em Erechim; padrasto é preso

Um bebê de 10 meses foi morto na noite de quarta-feira (27), em Erechim, na Região Norte do estado. Segundo a Polícia Civil, o padrasto, de 42 anos, é o principal suspeito do crime. Ele foi preso em casa na madrugada desta quinta (28).

De acordo com a polícia, a criança teria sido agredida na região da cabeça. O laudo preliminar indica que ela tenha morrido por asfixia.

À polícia, a mãe do bebê, de 31 anos, informou que havia deixado a residência para buscar leite na casa de conhecidos. Já o padrasto disse que ela tinha saído para comprar drogas.

“Quando ela voltou, encontrou o homem transtornado na frente de casa. Ela perguntou do bebê e ele disse que estava dormindo no quarto”, conta o delegado Roberto Lukaszewigz, responsável pelo caso.

De acordo com o delegado, a mãe relatou que o homem não queria que ela visse a criança.

“Ela conta que chegou no quarto e a criança estava toda tapada. Quando tirou a coberta viu os ferimentos na cabeça. Saiu correndo, pedindo socorro. Vizinhos ajudaram, levando a criança para o hospital, mas ela já estava morta”, relata.

Segundo Lukaszewigz, o casal é usuário de drogas. O homem foi preso em flagrante por homicídio qualificado. Em depoimento, ele negou o crime e disse que não sabia nada sobre os hematomas do bebê. Ele afirmou ainda que tinha ido junto com a mulher comprar drogas.

A mulher confessou, à polícia, ser usuária de drogas, mas negou a versão apresentada pelo companheiro.

O casal estava junto há cerca de um ano e meio e teria se mudado para Erechim há dois meses. Antes disso, eles moravam em Cachoeirinha, na Região Metropolitana de Porto Alegre.

O bebê que morreu era o sétimo filho da mulher.

“Ela tem outros com pais diferentes, que deu para adoção ou moram em outro lugar. Na casa, moravam apenas os três [mãe, padrasto e o bebê]”, afirma o delegado.

A polícia está verificando se existem câmeras de segurança no local. De acordo com o delegado, o homem tem antecedentes por agressão familiar, com uma outra família que ele teve.

Fonte: G1/RS

Notícias Relacionadas

  • PM morre atropelado por criminosos ...

    7 de março de 2021
  • Armas e munições são apreendidas em...

    7 de março de 2021
  • Homem atingido por tiro de fuzil pe...

    6 de março de 2021
  • Governo do RS estipula multa que po...

    6 de março de 2021

PUBLICIDADES



NOTÍCIAS NO SEU E-MAIL

Cadastre-se para receber.

    Entre em contato conosco



      (55) 9 84034561 / (55) 9 96195305 Santo Augusto/RS / CEP: 98590-00
      Copyright 2017 ® Santo Augusto Urgente - Todos os direitos reservados