Santo Augusto Urgente! Anuncie onde seu cliente também vê!   I    Fiscalização apreende uma tonelada de alimentos impróprios para consumo em Sede Nova   I    Sobe para 506 casos suspeitos de norovírus em Santo Ângelo   I    Zé Trovão, caminhoneiro bolsonarista que estava foragido se apresenta a polícia   I    Justiça condena padre por mentir em caso de estupro de adolescente em Santo Augusto   I    Polícia prende suspeito por prostituição infantil em bar de Lajeado
2 de abril de 2019

Avó de adolescente morta em Catuípe relata à polícia que menina tinha medo de motorista suspeito do crime

Em depoimento à polícia, a avó de Maria Eduarda Zambom, 15 anos, encontrada morta no fim de semana em Catuípe, Noroeste do Rio Grande do Sul, contou que a menina havia relatado ter medo do motorista que a levava para a escola. O homem é suspeito do assassinato,teve a prisão temporária decretada pela justiça e está internado sob custódia, com ferimentos no peito e pescoço.

Em boletim assinado pelo delegado do caso, Gustavo Arais, a polícia informa que há uma semana a jovem disse à avó que o homem a olhava com “olhos diferentes” e não abria a porta traseira da kombi escolar, para que ela sentasse no banco do carona.

A jovem disse ter medo que ele a “matasse e enterrasse perto das laranjeiras”, ao que a avó disse que não se preocupasse, porque o homem era conhecido e não iria lhe fazer mal.

Mesmo assim, a adolescente pediu a avó que intercedesse para pedir que o motorista fosse trocado pelo irmão dele, que também presta o serviço. Ela contou os fatos à mãe da garota, que disse que na próxima quarta-feira (3), Maria Eduarda teria consulta ao dentista, e a família então aproveitaria para ir até a Secretaria de Educação, para pedir a troca do motorista.

A menina morava com os familiares no interior de Catuípe.

Por fim, a avó também lembrou durante o depoimento que a adolescente contou que, no ano passado, o motorista havia tentado passar a mão em seus cabelos.

Conforme o delegado Arais, nenhuma dessas informações foi repassada à polícia anteriormente. A avó disse à polícia que a família jamais imaginaria que isso pudesse acontecer.

Transporte escolar

Maria Eduarda foi considerada desaparecida após não retornar para casa da escola, na sexta-feira (29). Ela havia sido levada pelo motorista, que a buscou em seu carro particular, e não na kombi que costumava usar. Segundo a polícia, ele já havia feito isso anteriormente.

O irmão do suspeito, que também trabalha como motorista, foi quem transportou os outros alunos neste dia, conforme a polícia, enquanto o homem levava Maria Eduarda.

Ele deu entrada no Hospital de Caridade de Ijuí na sexta-feira, com ferimentos no pescoço e no peito. Passou por cirurgia e segue internado, sem previsão de alta. A polícia já obteve a prisão temporária contra ele, e aguarda a alta hospitalar para tomar depoimento e encaminhá-lo ao presídio.

A polícia também aguarda os resultados de perícias em peças de roupas da vítima, do suspeito, e também no celular de Maria Eduarda.

O homem é investigado por homicídio e ocultação de cadáver, e a polícia avalia ainda a possibilidade de ter ocorrido estupro.


Fonte: G1RS
Foto: Reprodução
Santo Augusto Urgente

Notícias Relacionadas

  • Fiscalização apreende uma tonelada ...

    26 de outubro de 2021
  • Sobe para 506 casos suspeitos de no...

    26 de outubro de 2021
  • Zé Trovão, caminhoneiro bolsonarist...

    26 de outubro de 2021
  • Justiça condena padre por mentir em...

    25 de outubro de 2021

NOTÍCIAS

PUBLICIDADES

PUBLICIDADES



NOTÍCIAS NO SEU E-MAIL

Cadastre-se para receber.

    Entre em contato conosco



      (55) 9 84034561 / (55) 9 96195305 Santo Augusto/RS / CEP: 98590-00
      Copyright 2017 ® Santo Augusto Urgente - Todos os direitos reservados